5 dicas para a carreira de um designer freelancer

dicas para freelancer

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Portal Freelancer, o Brasil já ocupa a 6ª posição entre os países com o maior número de profissionais que trabalham por jobs, sem um vínculo trabalhista com seus contratantes. Além disso, a Trampos.co divulgou dados que mostram que a maior parte dos freelas são designers (27%), seguidos dos jornalistas (10%).

Se você também pensa em entrar nesse universo e conquistar bons clientes, ter uma rotina de trabalho menos estressante e a possibilidade de exercitar toda a sua criatividade, no post de hoje, listamos algumas dicas essenciais para ter sucesso como designer freelancer. Acompanhe.

1 – Capacitação é essencial para um designer freelancer

Acredite, não é porque você é um designer freelancer que não precisa investir em capacitação. Afinal, profissionais que trabalham por conta própria devem estar a par dos avanços tecnológicos de sua área e ser capaz de desenvolver os trabalhos solicitados com rapidez e precisão.

Aproveite que seu tempo não é tão “quadrado” quanto o de um profissional com registro em carteira e procure cursos, pesquise tendências e leia muito sobre a sua área, buscando até mesmo ideias interessantes de profissionais que já têm uma carreira consolidada.

2 – Sempre escute o seu cliente

Nós sabemos que, muitas vezes, é difícil a comunicação entre o designer freelancer e clientes, especialmente se esse profissional nunca atendeu o público. No entanto, essa comunicação é necessária para o andamento do projeto.

Atender às expectativas de quem lhe contratou é mais importante do que defender até o último suspiro a sua ideia. Mas é preciso cautela – ouvir o cliente não significa acatar tudo o que ele disser.

Tenha em mente que você é o especialista e deve ter a abertura necessária para sugerir mudanças e alterações no que produzir, mas apenas com a autorização do seu cliente.

3 – Cumpra os seus prazos

Não há nada pior para um designer freelancer do que entregar um trabalho com atraso e sem uma justificativa. Esse ponto mostra não apenas a falta de profissionalismo, mas a incapacidade de mensurar o tempo necessário para a produção do trabalho contratado.

Por isso, sempre que for criar o seu planejamento, coloque um tempo a mais em todo o processo. Isso garantirá que, mesmo que alguma coisa dê errado, o trabalho finalizado seja enviado no prazo acordado.

4 – Não esqueça do cliente após a entrega

Um dos maiores erros cometidos por quem é designer freelancer é esquecer do cliente logo depois de realizada a entrega. Para conquistar quem já trabalhou com você, se torne um consultor, mostre, com um material atrativo, como é possível fazer o negócio crescer, o produto vender mais ou até mesmo atrair mais clientes para o seu site com um novo layout ou inserção de novos produtos.

Por exemplo, se o cliente for um e-commerce de canecas, mostre mais estampas que têm apelo e que farão com que suas vendas aumentem, e se prontifique a produzir cada uma delas.

5 – Invista em networking

Não é porque você é um designer freelancer que o seu amigo da mesma área é seu concorrente. Saiba que o networking é essencial para quem trabalha sem vínculo empregatício. Afinal, pode ser que você ou o outro profissional necessite de ajuda para finalizar um projeto ou precise repassar clientes para alguém de confiança.

Dessa maneira, as indicações são mais assertivas e o cliente saberá que realmente conhece profissionais que podem ajudá-lo.

Confira mais dicas:

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre o trabalho como designer freelancer? Que tal comercializar as suas criações em itens de decoração? Conheça o Portal Criativando e saiba como dar mais esse passo na sua carreira de designer freelancer. 

Recommended Posts